Gestão de finanças nas fazendas brasileiras

Produtor rural ou empresário do agronegócio? Saiba mais sobre a gestão de finanças dentro das fazendas brasileiras.

A área financeira de empresas trata da gestão do capital e envolve apuração de receitas, despesas, necessidades de investimentos, financiamentos e apresentação dos balanços econômicos.

No ambiente rural, normalmente esta área ainda é tratada de maneira informal com balanços e IRs ajustados em uma “conta de chegada” para efeitos fiscais. Nossa base de dados permite inferir que são várias as situações onde os números não refletem a realidade, e ainda há muita informalidade (mas isso será assunto para outro fórum).

Demanda do Mercado pela Apuração Lucro

Quando imaginamos um PRODUTOR RURAL, que hoje segura a economia deste país ajudando o PIB brasileiro a se manter positivo, espera-se um certo nível de gestão do fluxo de caixa, com um orçamento anual de receitas e despesas bem feito, e com cenários para algum evento fortuito externo que possa ocorrer. Entretanto, em nossa estatística, apenas 42% das famílias que produzem em áreas acima de 500 hectares possuem algum tipo orçamento, e apenas 15% fecham um balanço (ainda que gerencial) efetivo ao final de cada exercício. Isso nos permite inferir que ao menos 8 em cada 10 destas famílias, não apuram seu lucro com a real eficiência que hoje o mercado demanda.

Consolidação do Patrimônio do Produtor Rural

Passamos por três décadas de incrementos exponenciais nos preços de terras, e isso foi muito importante para consolidar o patrimônio de todos os que hoje ainda permanecem. Esta fase parece já estar se estabilizando, apesar de algumas regiões ainda estarem se beneficiando muito com a chegada da agricultura de grãos, como é o caso do Vale do Araguaia/MT, por exemplo. No que tange à produção, agricultura de grãos e pecuária passam pela consolidação de um bom momento, que envolveu aumento no patamar de preços e margens de ambos, porém com maior vantagem para a agricultura.

Melhores decisões para o produtor rural e empresário do agronegócio

Entendemos que agora é chegado o momento dos PRODUTORES RURAIS se transformarem de modo amplo em EMPRESÁRIOS DO AGRONEGÓCIO, por meio de, entre outras práticas, implantação de controles e indicadores financeiros que vão dar suporte nas tomadas de decisão e análises de riscos. Indicadores de liquidez, como Dívida de Curto Prazo x Faturamento ou Dívida total x Patrimônio, são exemplos de índices que, se analisados com a devida frequência, apoiarão de forma direta e prática para as melhores decisões.

No agronegócio, acreditamos que a implantação destas e outras várias práticas vão clarear e impulsionar os negócios dentro das fazendas, e serão a base para a consolidação da agropecuária do Brasil nos próximos 10 anos.

Como você trata o ambiente financeiro das suas fazendas hoje?

O modelo de gestão que te trouxe até aqui não é o mesmo que vai te levar para o próximo nível.

Já pensou nisso?

Compartilhe!

Gostou? comente !!!



Sua Mensagem

Aquiles

O “novo” calcanhar de Aquiles das fazendas brasileiras

Einstein

Como Einstein pode te ajudar na sua fazenda? E por que isso pode fazer toda a diferença no seu futuro?

“144 minutos”_ Ferramenta de gestão para executivos do agro

“144 minutos”: Ferramenta de gestão para executivos do agro

Av. Getúlio Vargas, 18-46 Cj. 712
(14) 3879.8338 CEP 17017-383 Bauru-SP