Quer se transformar em um executivo do agronegócio? Veja o que fazer e como se preparar para fazer a diferença

PESSOAS E LIDERANÇA –  Por Daniel Pagotto.

Você já pensou em ocupar um cargo de liderança no ambiente de fazendas da sua família?

Antes de qualquer coisa, tenha em mente que é preciso ter sabedoria e humildade para liderar. Afinal, as pessoas possuem personalidades distintas, e cabe ao líder ser capaz de mover sua família e equipe através de desafios, para que transformações e crescimento aconteçam no negócio familiar.

Quase sempre pessoas com formação no agronegócio, com paixão pelo trabalho no ambiente rural, procuram desenvolver e atualizar conhecimentos específicos sobre a parte produtiva, e isso quase sempre é mais prazeroso uma vez que está aí a essência do que escolhemos para as nossas vidas.

De todo modo, se você almeja alcançar um cargo de liderança e fazer a diferença, deverá também buscar conhecimentos em áreas onde as universidades de ciências agrárias normalmente não atuam. Deverá, por exemplo, desenvolver seu lado mais humano, aprender a lidar com pessoas e saber a melhor maneira de falar com elas. É fundamental buscar estudos e leituras sobre gestão de pessoas, como lidar com desafios e como se portar diante de situações de estresse e pressão, pois você será cobrado nestes pontos.

Jovens na faixa etária de 20-25 anos, candidatos a sucessores, são pessoas que estão se inserindo no mercado de trabalho após alguns anos de preparação e estudo sobre agronegócio. Recém-formados em boa parte dos casos, ávidos por trabalho e mudanças, devem ter claro em mente que ainda não estão preparados para liderar todas operações do ambiente familiar, e que a geração de cima ainda é a mais preparada para estar à frente dos negócios.

Para que o sucessor se prepare para liderar o negócio familiar, aos 35-40 anos, daremos algumas dicas de bons hábitos para um melhor desenvolvimento pessoal e profissional. Já que o fato de ser filho do dono não te dá certeza da continuidade do legado familiar, gerado pelas gerações anteriores.

Então vamos lá:

• Conheça pessoas e faça relacionamentos duradouros
Trabalhe em empresas do mercado no início da carreira, conheça as diversas regiões produtoras do país, visite muitas fazendas e faça um bom networking. Conforme Jim Rohn, sempre tenha a sua volta pessoas que sabem mais do que você, assim será forçado a crescer e a se desenvolver ainda mais.

• Estude assuntos desconfortáveis e não ligados diretamente ao agro
Pessoas do agronegócio naturalmente buscam assuntos de seu interesse e gosto, assuntos de “dentro da porteira” como dizemos. Porém, são os temas novos considerados, muitas vezes, “chatos”, que nos ajudam crescer e aprender mais, principalmente, quando o assunto é gestão. Use 10% do seu dia para este aprendizado e aprofunde seus conhecimentos sobre finanças e gestão de pessoas, por exemplo.

Crie o hábito da leitura
Leitura constante apura sensivelmente o conhecimento e refina o vocabulário, proporcionando rápido incremento no seu nível de argumentação em discussões, além da evolução intelectual. Tente se colocar a meta de ler um livro por mês, e varie entre temas atuais, conhecimento específico e desenvolvimento pessoal.

• Seja otimista
Pense em coisas positivas, seja sempre otimista. Deixar de reclamar e usar este tempo para coisas produtivas, que deixem sua cabeça mais leve e relaxada, vão te manter mais inspirado e feliz para seguir seus projetos. Filantropia e o hábito de ajudar pessoas também ajudam a trabalhar a autoestima e melhora a saúde mental.

• Exercite sua liderança
Desde jovem busque a iniciativa de projetos, seja na universidade, no grupo de amigos, na propriedade rural, no trabalho, enfim … tome a frente, assuma riscos e aprenda com os erros. Os seus erros e acertos no início da carreira é que vão te preparar, dar maturidade e te transformar em uma pessoa melhor e mais preparada para um “mundo de negócios” que te espera à frente.

Enfim, para buscar a transformação na sua vida, que inclua assumir as ações de uma propriedade rural ou de um projeto familiar, recomendamos seguir estas dicas, além de continuar com todo o aprendizado técnico, acompanhando a evolução nas questões produtiva e econômica dentro do ambiente familiar de negócios. Deste modo, você estará preparado para assumir a liderança, agregando valor ao legado e ao patrimônio familiar. Você terá todas as condições de tornar esse ambiente mais rico, longevo e saudável para todos.

Agora, confira a explicação do Daniel sobre o assunto:

Compartilhe!

Gostou? comente !!!



Sua Mensagem

Aquiles

O “novo” calcanhar de Aquiles das fazendas brasileiras

Einstein

Como Einstein pode te ajudar na sua fazenda? E por que isso pode fazer toda a diferença no seu futuro?

“144 minutos”_ Ferramenta de gestão para executivos do agro

“144 minutos”: Ferramenta de gestão para executivos do agro

Av. Getúlio Vargas, 18-46 Cj. 712
(14) 3879.8338 CEP 17017-383 Bauru-SP